Arquivos de tags: morte

Para quem são todas as coisas?


Para quem são todas as coisas?

Desde o início do mais remoto ser, todos sem exceção ocupa um lugar no tempo e no espaço e sua existência tem um determinado fim.

Ao que muitos se enganam a morte não é o fim de todas as coisas, o ser humano é dotado de uma eternidade e esta eternidade é o tema em questão.

Tudo tem um início e um fim, somente o ser humano tem a eternidade para ser gozada em plenitude no paraíso ou de total abandono no inferno. Saiba mais

Anúncios

Yosef Nadarkhani está vivo março 2012


Yosef Nadarkhani está vivo março 2012

Após as conversas entre a Frente Parlamentar Evangélica e o governo federal, representado pela ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman, e pelo ministro das relações exteriores, Antônio Patriota, novas informações sobre o caso do pastor Yousef Nadarkhani surgiram nas últimas horas.

Saiba mais

UM TIRO NA SUA FÉ


UM TIRO NA SUA FÉ

“Davi pensou assim: Algum dia Saul vai me matar. A melhor coisa que posso fazer é fugir para terra dos filisteus. Aí Saul deixará de me procurar em toda a terra de Israel, e assim ficarei livre do perigo.” 1 Samuel 27:1 (NTLH)

Quantas vezes olhamos para nossa frente e não vemos a terra firme? Saiba mais

11 de setembro ainda não foi o fim…


11 de setembro ainda não foi o fim…

Dez anos se passaram desde que as torres do World Trade Center era um complexo de sete edifícios localizado em Manhattan, no coração de Nova York, símbolo do poder e orgulho dos Estados Unidos da América, dez anos de contradições entre a busca da paz e a liberdade em todos os povos.

Neste período Saddam Hussein foi assassinado dentro da lei e normas universais, tudo resolvido pensaram os vitoriosos americanos, não ainda não, então vamos atras do Osama Bin Laden Saiba mais

O sucesso da solidão de Amy Winehouse


O sucesso da solidão de Amy Winehouse

Morte de Amy Winehouse

Amy foi embora com a mesma velocidade que chegou.

Uma voz maravilhosa, uma carreira promissora. Mas a solidão dos holofotes, a falta de privacidade mesmo porque todo mundo a conhecia. Tanto sucesso, todos a acompanhavam de perto, só não conseguiram dar valor a uma vida que de todos os ângulos mostrava uma pessoa solitária e triste.

Tinha tudo e todos mas lhe faltou um Amigo para todas as horas, Aquele que fica sempre perto e aconselha para a vida. De gole em gole, de fumaça em fumaça encheu seus dias solitários, poderia ter chamado Aquele que criou e sabe de todas as coisas para ser seu companheiro. Não o fez e assim abreviou uma vida que poderia deixar sentido em tudo o que fez.
Suas músicas vão ser cantadas por aí…

Não… não… não…, ela disse não três vezes ao pai que queria que ela fosse a uma clínica se recuperar. O que é mais triste ela disse não ou se quer procurou a presença de um Deus que poderia ter mudado sua sorte. Até seus fãs apostavam em um site quem acertaria o dia de sua morte, alguns acertaram e estão ganhando o prêmio que mereceram…

Por: Presbítero Edinaldo da Silva

%d blogueiros gostam disto: